Curvas, Oceanos e um Deserto – Cafayate a Santa Fé

Adorei Cafayate! Cidade minúscula, agitada e bela! Certamente voltarei em outra oportunidade, mas hoje a estrada me esperava.

O trajeto entre Cafayate e Taffi Del Vale foi péssimo! A estrada é muito ruim com asfalto esburacado e nenhuma proteção no trecho de serra… Para complicar começou a chover e baixou uma neblina densa. Foi impossível parar para por a capa e trocar as luvas, já que a estrada não tinha acostamento e parar no meio da pista naquela situação estava fora de cogitação. A temperatura caiu de agradáveis 20 graus para 11 o que me fez tremer de frio (lembrando que estou utilizando conjunto verão).

Chegando em Taffi o tempo melhorou e o frio já não incomodava mais. A estrada também melhorou muito e a serra entre Taffi e Santiago Del Estero é um show a parte. Me lembrou muito a serra do Rio do Rastro em SC com a vegetação densa e incontáveis cachoeiras.

2016-01-09 09.07.32Terminada essa serra, nada mais a relatar. Foram quase 600 km de retas infinitas com um calor insuportável em estradas que variavam de ruins a medianas. “Atropelei” milhares de insetos e alguns pássaros, fato muito comum nessa região.

Cheguei em Santa Fé no fantástico Hotel de Campo Colon me sentindo mal, provavelmente desidratado em função do forte calor que beirava os 37 graus.

Cumpri os 920 kms em pouco mais de dez horas, ótima média se considerarmos as serras iniciais.

Resta descansar para amanhã retornar ao solo brasileiro!

2 thoughts on “Curvas, Oceanos e um Deserto – Cafayate a Santa Fé”

  1. Sim,aquela ponte é sensacional, mas está assim desde que foi inaugurada! O pessoal recomenda entrar por Santa Catarina, onde há uma nova aduana, bem mais rápida. Não lembro o nome da cidade, infelizmente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *