Curvas, Oceanos e um Deserto – San Pedro de Atacama

Minha estadia aqui começou com uma ótima notícia! Vou ser tio de outra menina! Oba!!!  Beijos, abraços e mais uma sobrinha-fã! Parabéns Ricardo e Sandra e que a pimpolha tenha toda saúde do mundo (e seja bonita igual ao tio!) kkkkkk

Passado o susto inicial, gostei de San Pedro de Atacama!

A cidade é completamente louca, com pessoas de todas as partes do mundo e de todas as idades uma verdadeira ‘Torre de Babel” … uma loucura completa que contrasta com o silêncio absoluto fora daquilo que chamam de “centro da cidade”… É o tipo do silêncio que dá para escutar a sombra respirando! Incrível!2016-01-07 21.15.44 2016-01-07 21.15.54 2016-01-07 21.16.54 2016-01-08 08.08.04

O primeiro passeio que fiz foi para o Salar de Atacama onde o visitante recebe uma verdadeira aula sobre as formações naturais (aliás, todos os passeios são verdadeiras aulas e enriquecem muito a cultura) e imagine… descobri que o sal daqui vem na verdade do Oceano Atlântico! Informação que desconhecia por completo. O salar é muito bonito e os flamingos são um show a parte.

2016-01-06 09.33.31 2016-01-06 09.47.32 2016-01-06 11.08.42 2016-01-06 11.08.56 2016-01-06 11.09.13-1 2016-01-06 11.09.43 2016-01-06 11.12.58 2016-01-06 11.21.01 2016-01-06 11.29.11 2016-01-06 11.30.12 2016-01-06 11.30.22 2016-01-06 11.30.36 2016-01-06 11.30.39 2016-01-06 11.31.46 2016-01-06 12.37.30

Saí do Salar e migrei para as Lagunas Altiplanicas que ficam a mais de 4200 msnm. Um espetáculo da natureza em um inacreditável tom de azul!

2016-01-06 12.52.42 2016-01-06 13.24.34 2016-01-06 13.25.04 2016-01-06 13.25.33 2016-01-06 13.30.22 2016-01-06 13.30.29 2016-01-06 13.36.48 2016-01-06 13.38.14 2016-01-06 13.38.18 2016-01-06 13.52.50 2016-01-06 14.04.44 2016-01-06 14.05.07De noite, hora do tour astronômico que tanto queria realizar. Aqui uma certa decepção, já que queria ver os contornos da Via Lactea e para minha tristeza, somente é visível no inverno… Mais uma aula de astronomia, com alguns telescópios que pouco mostravam! É um passeio bacana, mas o frio e as mais de 3 horas, tornam um pouco cansativo.

Rápido sono e as 4.30 hrs. estava na recepção do hotel para ir aos Geysers del Tatio, um lugar incrível onde a água aquecida pelo magma reage com o frio da manhã, formando um espetáculo de encher os olhos! Antes que perguntem, não! Eu não fui nas piscinas!

2016-01-07 07.07.53 2016-01-07 07.08.40 2016-01-07 07.11.08 2016-01-07 07.11.50 2016-01-07 07.16.41 2016-01-07 07.20.19 2016-01-07 07.26.24 2016-01-07 07.32.52 2016-01-07 07.35.44 2016-01-07 07.36.04-1 2016-01-07 07.38.36 2016-01-07 07.41.30 2016-01-07 08.21.07 2016-01-07 08.30.07 2016-01-07 09.35.25 2016-01-07 09.36.26 2016-01-07 09.37.16 2016-01-07 09.43.16 2016-01-07 09.58.11

No retorno parada em Machuca para provar o famoso espetinho de lhama, que na verdade muito lembra o famoso churrasquinho de gato vendido na porta dos estádios de futebol. Valeu apenas pelo registro fotográfico.

2016-01-07 10.08.49 2016-01-07 10.09.09 2016-01-07 10.10.12 2016-01-07 10.16.57 2016-01-07 10.17.21 2016-01-07 10.17.40 2016-01-07 10.23.21

Todos estes passeios fiz com uma agência de turismo, deixando a moto descansando para meu retorno.

O único que fiz de moto foi o Valle de La Luna que é bem próximo e com uma paisagem que se assemelha à superfície lunar (pelo que dizem porque nunca estive na lua! heheheh). Andei em meio à formações rochosas e cavernas em outro passeio que rendeu belas fotos.

2016-01-07 15.48.34 2016-01-07 15.48.40 2016-01-07 15.57.52 2016-01-07 16.00.10 2016-01-07 16.02.54 2016-01-07 16.03.26 2016-01-07 16.03.33 2016-01-07 16.07.13 2016-01-07 16.07.20 2016-01-07 16.07.27 2016-01-07 16.13.03 2016-01-07 16.13.06 2016-01-07 16.16.282016-01-07 16.10.14Ao voltar abasteci a moto no único posto de abastecimento que tem aqui e na fila (sim, fila!) encontrei três motociclistas brasileiros em três BMW R 1200 GS. Apenas nos cumprimentamos e descobri tratar-se de pai, filho e filha… UAU! A família vindo do Brasil em três motos… Achei fantástico!

2016-01-07 16.45.08Chegando no hotel fiz uma checagem na moto e descobri que a roda dianteira está um pouco amassada e um dos aros com folga… Deve ser reflexo do buraco que caí ainda no Brasil pouco antes de chegar ao Chuí. Trata-se de um pequeno amassado que espero nada afetar o resto da viagem. Em São Paulo resolverei este problema!

Saí a noite para jantar na famosa Calle Caracoles onde tudo se concentra. Achei um ótimo restaurante típico chileno e fiz minha refeição.

San Pedro de Atacama, precisa ser entendida. É uma minúscula cidade repleta de turistas com excepcionais passeios, excelentes restaurantes e onde todos são muito bem recebidos. A língua que mais se escuta por aqui é o inglês e é impressionante a quantidade de turistas europeus e asiáticos. Um lugar que assusta em um primeiro momento, mas que encanta em seguida. Estou escrevendo este post poucos minutos antes de deixar a cidade e confesso que estou com aquele sentimento de quero mais! Quem sabe em outra oportunidade!

16 thoughts on “Curvas, Oceanos e um Deserto – San Pedro de Atacama”

  1. Roberto, bom dia!
    Voce descreve muito bem, uma qualidade a parte. Bacana seu passeio, são coisas unicas e que perdura na mente para sempre. A solidão no decorrer dos trajetos, ajuda a nos conhecer internamente, pensar e refletir em nossas ações, em fim, reciclar o que foi bom e esquecer tudo que não interessa. Faz bem para o espírito. Não vejo a hora de iniciar nossos passeios com bom café da manhã, para ouvir os relatos dessa fantatisca viagem, um grande abraço, e se cuide no retorno.

    1. Valeu Reinaldo! Concordo plenamente contigo sobre a solidão e a reflexão sobre a vida, mas o Paso Sico foi muito mais do que isso… Foi do deslumbramento inicial, passando pela preocupação, pelo medo e terminando em estado de euforia! Foi um dia que jamais esquecerei!

      Quanto ao café, domingão está aí! Kkkkkk. Só que provavelmente vou de carro. A moto merece um longo banho e uma revisão detalhada. Coitada está sofrendo! Kkkkk

  2. Logo logo estará passando pelo Lago Tuyajto.
    Olhando pelo Google Earth parece ser muito bonito.

    Por outro lado, a desolação do pedaço que está passando da até medo…

    Não sei se teria “culhão” para encarar uma aventura destas.

    Se der alguma pane, o cara tá f*%#$@ 😮

    Mas espero que não seja o caso do amigo.

    Valeu pelos relatos Roberto.

    Muuuuuuito legal mesmo.

    1. Thomas meu amigo, se pensar nessa hipótese te assusta, imagina estar lá! Foi uma sensação nova… Não cruzei com ninguém o caminho inteiro e a primeira placa que vi foi depois de 300 km! No lado Chileno o piso excelente e as paisagens ajudam muito, mas no lado Argentino o medo apertou e o rípio fofo foi apavorante. Já imaginou ter que levantar a moto a 4500msnm? Não ia ser fácil!

      Sozinho eu realmente não aconselho ninguém a fazer isso. Fiz porque não sabia das dificuldades e porque sou meio “fio desencapado” kkkkkkkk

      A moto é um espetáculo à parte. Passou por tudo sem reclamar, mesmo andando com gasolina muitas vezes bem suspeitas. Nota 10 para a Gorda!

  3. Pelo SPOT da a entender que parou na Laguna Salar de Talar para tirar fotos, pois andou muito pouco nos últimos 10 minutos :p

  4. VIXI q1ue o homi decidiu sair da Ruta 51 e encarar um rolezinho no deserto.

    Cabra macho tá ai 😛

    Pelo jeito passou pela fronteira para a Argentina sem problemas.

  5. VIXI que o homi decidiu sair da Ruta 51 e encarar um rolezinho no deserto.

    Cabra macho tá ai 😛

    Pelo jeito passou pela fronteira para a Argentina sem problemas.

  6. Olá parabéns pela viagem
    Estou tendo-a liberdade de entrar em contato pois estamos organizando um grupo aqui de bigtrails de gov Valadares Mg , para irmos p Atacama em outubro
    Estou roubando algumas ideias suas
    Aliás qual seria o gasto aí em São Pedro , c hospedagem , alimentação , passeios por dia ?

    1. Olá Angelo!

      Certamente vcs irão adorar a viagem é o planejamento é uma fase deliciosa!

      Aproveite à vontade os relatos e se precisar de alguma ajuda, conte comigo!

      SPA é uma cidade cara… Os custos vão variar muito de acordo com a espécie de hospedagem escolhida. Fiquei em um bom hotel e gastei o equivalente a Us$ 500 por três diárias.

      O preço dos passeios já convertidos em Reais variam de R$ 80.00 (Vale da Lua) até R$ 500.00 para o Salário de Tara. Uma dica… Feche um único pacote com os passeios que queira fazer logo que chegar por lá… Fica bem mais em conta. Os passeios muitas vezes incluem refeições também.

      Boa sorte!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *