Curvas, Oceanos e um Deserto – Dia 5 – Mendoza a Santiago

Acordei um pouco mais tarde, já por volta das 8.00 hrs. afinal precisava me recuperar do stress e da falta de sono do dia anterior. Além disso o caminho seria curto, menos de 400 km! Tomei um rápido café no hotel, e quando preparava a moto encontrei com Denio e Renato, dois viajantes montados em suas Harley Davidson que estavam lá também hospedados e se preparavam para ir até a fronteira do Chile.  Me convidaram para acompanhá-los, mas recusei já que queria ir pelos Caracoles de Villavicencio, que por ser de terra era impraticável aos novos amigos. Nos despedimos e seguimos viagem. 

Descobri que Mendoza deve ser a cidade campeã mundial em quantidade de semáforos não sincronizados… Foi difícil chegar à estrada…

Entrei na Reserva Natural de Villavicencio, estrada de concreto totalmente vazia bem ao lado da Cordilheira dos Andes. Linda!

2015-12-30 10.18.13 2015-12-30 10.18.16

Poucos kms à frente cheguei ao hotel que também marca o final da estrada pavimentada, dali para frente iria encarar 50 km de uma estrada de terra bem ruim, sinuosa, que chega a 3000 metros e sem nenhuma proteção em suas bordas! Exatamente o que gosto! kkk

Com cuidado segui por essa estrada e cada curva um angulo novo da Cordilheira e em dado momento o Aconcagua apareceu com toda sua majestade. Paisagens de tirar o fôlego.

2015-12-30 11.54.02 2015-12-30 11.53.33 2015-12-30 11.53.10

DCIM999GOPRO
DCIM999GOPRO

2015-12-30 10.47.07 2015-12-30 10.47.13 2015-12-30 11.05.17 2015-12-30 11.07.47 2015-12-30 11.08.04 2015-12-30 11.21.06 HDR

Demorei quase duas horas para percorrer esses 50 km até chegar ao asfalto novamente… estava cansado e com sede. Logo na frente vi um restaurante à beira da estrada exatamente à frente do Aconcagua… Hora de almoçar. 2015-12-30 13.41.11 2015-12-30 13.40.27

DCIM999GOPRO
DCIM999GOPRO
DCIM999GOPRO
DCIM999GOPRO

Faço o pedido e quando o garçon chega com meu prato, escuto o inconfundível som da Harley Davidson… olho pela janela e vejo o Denio e o Renato exatamente no mesmo restaurante! Resultado… almoçamos juntos e mais de uma hora de papo e muitas risadas! Essa é a beleza de viajar sozinho!

2015-12-30 14.53.44Segui rumo à fronteira com paisagens mais bonitas à cada curva e faltando uns 10 km para a chegada, vi uma viatura da policia no meio da pista e quatro motos paradas à sua frente e quando fui passar, também fui parado. Não se tratava de uma blits, mas sim de mera contenção de tráfego, já que a estrada estava cheia à frente.

2015-12-30 14.08.41 2015-12-30 14.07.32 2015-12-30 14.02.32 2015-12-30 14.03.32 2015-12-30 14.03.49 2015-12-30 14.03.57 2015-12-30 14.05.55 2015-12-30 14.07.20 2015-12-30 13.50.49 2015-12-30 13.46.07

Nas quatro motos estavam três casais brasileiros que viajavam juntos e um argentino e ficamos um bom tempo la papeando.  Quando nos autorizaram a seguir viagem fui à frente e o trânsito logo parou. Como bom brasileiro, segui na contra-mão acompanhado dos novos amigos imaginando que a causa fosse algum acidente ou bloqueio… estava errado! Aquela gigantesca fila de mais de 10 kms era para cruzar a fronteira.

Em certo momento uma viatura da policia chilena vem em sentido contrário e sinaliza para que eu encoste… Ferrou! No Chile e eu furando a fila! Depois de uma bronca do policial fomos obrigados a entrar na fila, mas ainda faltava muuuuuuito até chegar a nossa vez, uns 3 km aproximadamente.

Dez minutos depois e sem ter andado um metro sequer, fizemos o que todas as pessoas educadas e civilizadas fariam… Continuamos furando a fila! kkkkk  Desse vez conseguimos chegar a 100 metros do posto de atendimento onde fizemos os trâmites burocráticos sem maiores problemas. Apenas para dar uma real dimensão da fila, foram 4 horas entre o encontro com os amigos motociclistas e o carimbo de entrada no Chile. Se estivesse na fila (como deveria alias) certamente estaria lá até agora! Certamente os demais motoristas foram complacentes pelo fato de estarmos de moto e expostos ao frio (que aliás nem era tanto assim!)

Nos despedimos e segui pelos “Caracolles” uma estrada de concreto que desce de 3000 metros para 1000 em apenas 10 km  com curvas de 180 graus. Um espetáculo sensacional! Decididamente nem mesmo as 4 horas na fronteira tiraria meu bom humor!

2015-12-30 17.07.07 2015-12-30 18.56.36 2015-12-30 19.09.33

Cheguei em Santiago quase oito da noite e pude finalmente reencontrar a família que estava à minha espera.

Ficarei até dia 04/01/16 em Santiago quando publicarei o próximo post!

Desejo a todos os amigos leitores um ano novo repleto de realizações e ótimas estradas!

Clique aqui para ver o mapa do dia!

28 thoughts on “Curvas, Oceanos e um Deserto – Dia 5 – Mendoza a Santiago”

  1. Que bom que tudo deu certo no final da viagem e com certeza o encontro com a família ajudou a superar qualquer imprevisto. Imagens maravilhosas. Parabéns.
    FELIZ ANO NOVO para você e sua família e extendo a todos os irmãos que acompanham suas aventuras. Continuarem a viajar em suas narrativas. Abraços.

    1. Obrigado Miguel! Tudo voltou à programação normal, exceto pela absurda fila da fronteira!

      Ótimo ano novo para todos nós!

    2. Estou lendo aqui seus relatos….viajando na sua viagem….parabéns pela iniciativa. Sonho em fazer essa caminho de Mendoza à Santiago de moto….já fiz de ônibus e é, simplesmente, sensacional.
      Abraço e boa sorte nas próximas viagens.

      1. Ricardo não perca tempo! Programe-se, prepare-se e vá. Tenha certeza que será uma experiência inesquecível. Obrigado pelos elogios!

  2. Que bom que está tudo certo. Assim vai ser toda a viagem. Não perco nenhum relato.

    Uma pergunta: as fotos são da própria GoPro? Utiliza controle remoto ou o aplicativo?
    Abs

    1. Que assim seja Dorotheo!
      Estou usando a GoPro, meu celular (iphone) e uma maquina fotográfica digital bem antiga, daquelas bem simples.
      Com a GoPro uso o controle remoto preso na mala de tanque, mas 95% das vezes é para fazer filmagens e não fotografias.
      Abração meu amigo!

  3. Roberto, estou na carona virtual. Sensacional a sua trip! Vai na fé que tudo se ajeita 😉 Também estive no UY de moto e concordo contigo: estamos ganhando pouco!
    Forte abraço!

  4. Que ótimo que está tudo indo bem. Estou acompanhando sua viagem diariamente. Feliz ano novo pra Vc e sua família. Boa viagem!

    1. Obrigado Fernando e que 2016 seja repleto de ótimas estradas para todos nós! Amanhã, post novo diretamente da Bahia Inglesa!

  5. Grande Romagnani!

    Feliz ano novo. Acompanho sua saga e logo espero estar em Mendoza. Vou acompanhando pois, caso você opte em voltar por Uruguaiana mesmo, quero ver suas impressões, trecho que penso em fazer como alternativa a Santa-fé – Posadas.
    Boa viagem!!!
    ZeZaia

    1. Obrigado José Eduardo, ótimo ano novo para todos nós! Mendoza é bem agradável e o passeio pelos Caracoles de Villavicencio até Uspallata é imperdível (se gosta de off). Vou continuar postando se a internet assim permitir! Quando inicia sua viagem?

  6. Grande Roberto,
    Bravura de gente grande, belas fotos, e sei que teremos muito para conversar a respeito, pois precisaremos de muitos cafés para escutar teus relatos, desejo bom retorno meu amigo. Abs e até sua volta.

    1. Obrigado Reinaldão! Tenha certeza que muitos cafès virão até colocar o papo em ordem! Kkkkkk. Obrigado por acompanhar!

  7. Que beleza hein meu amigo!!

    Esta estrada Villavicencio, segue paralela a Ruta 07 e pouco antes da aduana elas se encontram novamente. Este trechinho é uma delicia para quem viaja solo. Parabéns!

    1. Hi Heinz! I was a pleasure to meet you!

      I Was writing about you right now and so that the Internet allows, I forward you the picture!

      Have a great trip and if you need something in Sao Paulo, call me!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *